Fonte: Google Images

Sabe quando aparece aquela vozinha na cabeça dizendo: você não pode, você não vai conseguir, você não é capaz? Então, essa vozinha, que não nos deixa sair da nossa zona de conforto, se chama autossabotagem.
Mas por que fazemos isso? Em geral, fazemos sem perceber. Muitas vezes por querer fazer algo, mas ter um pouco de receio ou medo. Então a autossabotagem está ali para te deixar onde você está, acreditando que nada precisa de mudanças e que está tudo bem. 
Se você se autossabota, calma! É um comportamento natural, está enraizado em nós. O grande problema aparece quando essa autossabotagem te impede de crescer, de ir atrás do que você deseja ou te deixa estagnado em uma situação em que você não se sente confortável.
Por experiência própria, venho aqui trazer algumas dicas de como reduzir essa autossabotagem.

Primeiro, precisamos entender que a autossabotagem pode surgir de certos costumes que criamos para nós há algum tempo. Por exemplo, pequenas promessas que você faz pra você mesmo e descumpre, vão se tornando um hábito e aos poucos podem vir a se tornar maiores e mais prejudiciais. 
Sabendo disso, separe todas aquelas situações que você lembra que pode ter se autossabotado e que te incomodem de certa maneira. Desde de um chocolatinho que prometeu que não comeria e acabou comendo, até um emprego que você não estava feliz, porém não foi atrás de outro achando que não conseguiria algo melhor. Reconheça comportamentos e atitudes que estejam de prejudicando. Depois se questione. O que te leva a agir dessa maneira? Como poderia mudar isso? O que mudaria na sua vida, caso a autossabotagem parasse? Quais são os reais riscos de mudar? As respostas não precisam vir de forma imediata. Pode ser que leve um tempo de questionamento para que, enfim, você se entenda e compreenda o motivo de estar agindo dessa forma. 
Mudar não é fácil e não acontecerá de maneira repentina. Assim como a autossabotagem veio com um tempo e com motivos, a mudança dependerá de trabalhar com esses motivos para chegar no objetivo. E então, foque no que almeja, se arrisque, SE PERMITA ao invés de ficar encontrando desculpas. Afaste pensamentos negativos e os substitua pelos positivos. É um caminho a seguir, e da mesma forma que a repetição de autossabotagem se tornou um hábito, pegue essa responsabilidade de reverter e tornar um hábito o pensamento positivo e a autoconfiança.
“Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”
Albert Einstein

23 Comentários

  1. AMEI esse post!
    Verdade... se a gente quer qualquer coisa na vida, a primeira pessoa que tem que acreditar que é possível somos nós mesmas! Isso faz uma diferença enorme!
    Beijãooo ;)
    Jake
    Blog Jake Badulake

    ResponderExcluir
  2. Já sofri muito com minhas auto sabotagens, gostei do seu texto :3

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas! E obrigada, fico feliz que tenha gostado ♥

      Excluir
  3. Já fui assim, até começar a ter influências da positividade em minha vida, da lei da atração, O Segredo e tudo mais... Sua postagem é bastante inspiradora!

    Beijinhos!


    Reino dos Unicórnios ❤ || Faça-nos uma visita!

    ResponderExcluir
  4. Eu costumava me autossabotar DEMAIS, você não tem ideia... Até que entendi que a única forma de concertar era me conhecer mais e entender porque eu fazia isso. Hoje, já estou praticamente livre deste vício horrível!

    Amei o texto e amei conhecer seu blog, pode ter certeza de que virei muitas vezes <3

    www.reinodaspalavras.blog.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! Que bom que já conseguiu se livrar ♥

      E obrigada! Adoro seu blog também!

      Beijos

      Excluir
  5. Óptimas dicas! Tem vezes que essa vozinha é muito insistente e convincente! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! As vezes fica muito difícil lidar...

      Beijos!

      Excluir
  6. Já não se fala muito desse tema, mas devia! Às vezes acho que tenho atitudes do género, mas é algo irracional :\
    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é :(
      Por ser uma atitude inconsciente, fica mais difícil ainda. Mas somos fortes ♥

      Excluir
  7. Eu fazia isso, até mudar meu padrão vibracional. Agora eu foco que vou conseguir vencer todos os desafios.
    big beijos

    ResponderExcluir
  8. Sofro disso, amei a reflexão! <3

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
  9. adorei esse post! eu tbm me auto saboto mt, preciso ter outro tipo de atitude

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  10. Ótimo texto. Tenho um pouco isso, acabei de perceber heheh Em mim, acredito que é mais um excesso de cuidado, pois sempre parece que sempre quero me proteger de coisas desconhecidas. Tenho que analisar isso melhor rsrs

    *☆* Sorteio rolando no blog. Participem. *☆*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim... É algo feito inconscientemente, muitas vezes por medo da mudança e etc. Mas não podemos deixar a autossabotagem nos levar para baixo!

      Beijinhos ♥

      Excluir
  11. Oi Mayelle, obrigada por sua visita ao meu blog, espero te encontrar novamente por lá. Ótimo texto, é incrível como temos ações que acabam prejudicando a nós mesmos. Tem post novo lá no blog, te convido a ir lá ver, se puder me faz uma visitinha, e se gostar me segue para ficar por dentro das novidades *-*. Beijocas!

    Sorriso Jovem | SJ Oficial Fanpage

    ResponderExcluir
  12. Sim, é difícil as vezes acreditar que somos capazes e que não somos só mais um, ou que vamos mesmo conseguir fazer algo... ou que fazemos alguma diferença! Mas é necessário se esforçar pra ver além, pra investir na gente e acreditar. Ótimo texto!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Thayse! Muitas vezes enxergamos que somos mais forte do que imaginávamos!

      Beijos ♥

      Excluir
  13. Oi Mayele, tudo bem? Não é fácil reconhecer a autossabotagem e nem mudar, concordo plenamente com vc! Adorei a reflexão, vc escreve super bem <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, aqui está tudo certinho!
      Verdade, principalmente no início, pode ser bem complicado.
      E obrigada pelo elogio ♥

      Excluir
  14. Eu sofro disso, infelizmente, mas até então eu nem sabia que tinha um nome, ahahah.
    Eu super ameeei o texto, adorei a reflexão!

    xoxo,
    floresnoluar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir